Go to the content
or

anfes

 Go back to Artigos
Full screen Suggest an article

Fundação Saúde Estado do Rio de Janeiro assume gestão de sete hospitais de campanha

June 4, 2020 18:45 , by Seiva de Carvalho Chaves - 0no comments yet | No one following this article yet.
Viewed 55 times
Hospital camanha maracana

Publicado no Diário Oficial do Estado do Rio de Janeiro desta quarta-feira, 03/06, decreto que passa para a Fundação Saúde Estado do Rio de Janeiro - FSERJ, a gestão de sete hospitais de campanha que estão sendo construídos no Estado para o tratamento de pessoas infectadas com o novo coronavírus. As unidades estavam sob responsabilidade da organização social (OS) Instituto de Atenção Básica e Avançada à Saúde - Iabas.

De acordo com o decreto 47.103, de 02 de junho de 2020, as unidades que estão sendo montadas exclusivamente para o enfrentamento da Covid-19 serão controladas pela Fundação Saúde, que deverá assumir a conclusão das obras e a gestão de todas as unidades de saúde temporárias que estão sendo construídas em: São Gonçalo, Nova Iguaçu, Duque de Caxias, Nova Friburgo, Campos dos Goytacazes e Casimiro de Abreu, além do hospital do Maracanã na cidade de Rio de Janeiro.

Após a decretação de intervenção do Governo do Estado nos hospitais de campanha, o secretário estadual de Saúde, Fernando Ferry, se reuniu com representantes do Iabas, o diretor executivo da Fundação Saúde, Rossi Murilo da Silva, e oficiais do Corpo de Bombeiros para organização da nova equipe que está sendo montada para administrar a unidade do Maracanã. Em relação aos outros hospitais de campanha em construção, a Secretaria de Infrastrutura e Obras fará novas vistorias para verificar como as unidades se encontram em termos de estrutura e equipamentos. Caberá à Fundação de Saúde montar as equipes médicas.

De acordo com o diretor executivo da FSERJ, "a Fundação de Saúde tem por objetivo otimizar a assistência que tá sendo praticada no hospital de campanha do Maracanã e também criar uma infraestrutura que seja sólida para manter essa assistência de forma regular".

Para o presidente da Associação das Fundações Estatais de Saúde - ANFES, Alisson Sousa, "as Fundações Estatais de Saúde tem desempenhado um importante papel no enfrentamento a essa pandemia atuando com agilidade, eficácia, eficiência e resolutividade, que é a marca característica do modelo jurídico institucional, mas, também, com tecnologias e soluções inovadoras".

Segundo o Governo do Estado, o motivo para a decisão de anulação do contrato com a Iabas foi o atraso para a conclusão das obras. O governo havia prometido todas as unidades em operação até o dia 30 de abril. Mais de um mês depois deste prazo, apenas parte de uma delas, a do Maracanã, está aberta.


Categories

Brasil
This article's tags: gestão pública de saúde covid-19 coronavírus pandemia rio de janeiro fundações estatais de saúde

0no comments yet

Post a comment

* field is mandatory

If you are a registered user, you can login and be automatically recognized.